Conheça a casa inteligente que opera 100% fora da rede




Em uma fábrica em Nevada (EUA), uma grande impressora 3D imprime as peças de pequenas casas pré-fabricadas que podem funcionar totalmente fora da rede de energia elétrica. Quando concluídas, as casas funcionarão com energia solar, incluindo aquecimento e resfriamento.

Um sistema opcional gera água a partir da umidade do ar externo, por isso não é necessário conectar-se à companhia de fornecimento de água da cidade. No banheiro, a casa está entre as primeiras nos EUA a usar um novo chuveiro que limpa e recicla a água.

Criada por startup chamada PassivDom, a casa foi projetada para usar o mínimo de recursos possível. Inicialmente, a empresa não pretendia criar uma casa fora da rede de energia elétrica, mas seus desenvolvedores perceberam que isso era possível após testes com materiais para melhorar a eficiência energética, chegando a um compósito polimérico.

“Economizamos água e energia em tempo real”, diz o CEO e fundador da Orbital Systems, Mehrdad Mahdjoubi, que se inspirou para projetar o chuveiro após colaborar em um projeto da NASA para projetar um habitat para Marte.

O sistema economiza até 90% da água usada em no banho e 80% da energia. A Orbital estava interessada em trabalhar com a PassivDom pelo fato de que a empresa estava repensando a casa inteira, não apenas adicionando um punhado de recursos ecológicos diferentes a uma casa comum.

Segundo Mahdjoubi, a Orbital pode eventualmente expandir sua tecnologia para que ela possa ser usada em um sistema fechado maior em futuras casas, potencialmente enviando água filtrada para a lavanderia, por exemplo.

As novas casas da PassivDom estão atualmente em montagem na fábrica de Nevada e irão para os primeiros clientes beta no Arizona ainda este ano. A versão final das casas chegará ao mercado em 2020.

Fonte: http://inovasocial.com.br/tecnologias-sociais/casa-inteligente-passivdom/




Veja também



Difíceis de remover, fármacos, cosméticos e outros compostos contaminam recursos hídricos
A borra de café pode ter um destino sustentável
Vaso biodegradável é feito com resíduo de papel
Varejista de beleza lança ferramenta para calcular o impacto de produtos enxaguáveis