Casal brasileiro cria embalagem vegana para substituir plástico filme e papel alumínio




Um produto ecológico, fabricado com matérias-primas biodegradáveis, começou a ser vendido no Brasil em julho. O Keep Embalagens Ecológicas foi desenvolvido pelo casal Lucas Bastos e Carla Enero, moradores de Joinville (SC), para ser usado como substituto ao plástico filme (ou PVC) e ao papel alumínio no armazenamento de alimentos. Ele é feito de tecido 100% algodão, mel ou cera de carnaúba (na versão vegana) e resina de árvore. Reutilizável, pode durar até um ano.

Entre os variados usos do Keep já testados pelo casal, e por quem adquiriu o produto, estão o acondicionamento de pratos, pedaços de frutas ou legumes que sobram das receitas; de sanduíches ou lanches para levar à escola ou ao trabalho, de pães frescos, entre outros. Ele serve até mesmo para embalar barras de sabonete usados em viagem. O Keep pode ainda substituir as embalagens descartáveis na pesagem de produtos a granel.

Os responsáveis pelo desenvolvimento do produto explicam que se inspiraram em uma embalagem similar conhecida na Austrália, país onde moraram no ano de 2015. “Eu gostei tanto da ideia que decidi tentar produzir um para usarmos na nossa casa quando voltamos ao Brasil. Depois de tantas tentativas, adaptações, erros e acertos, o produto ficou tão bom que pensamos em fazer dele um negócio e dar acesso a esse utensílio tão maravilhoso para mais pessoas”, conta Carla.

Além de durar vários reusos, o Keep também ajuda na conservação dos alimentos. A fina película que envolve o algodão é respirável, mantendo o alimento hidratado dentro da embalagem. “Isso permite que o alimento respire e troque o ar com o ambiente externo, o que é ótimo para conservação. Basta observar a lógica da natureza das cascas de frutas, cascas de ovos e até mesmo da nossa pele. E falando em conservação, lembramos que a cera de abelha tem propriedades antibacterianas, o que ajuda a preservar por mais tempo os alimentos”, explica Lucas.

Junto a essas vantagens, o produto é confeccionado em diversos modelos de estampas coloridas, decorativas e que dão um ar mais alegre na cozinha ou geladeira. Também possui um aroma agradável, fruto das matérias-primas usadas na sua fabricação. A higienização para reuso é muito simples: basta limpar suavemente com um pano úmido e deixar secar à sombra. Quando não puder mais ser reutilizado, pode ser descartado sem culpa na lixeira ou destinado à compostagem.

Fonte: https://ciclovivo.com.br/inovacao/negocios/casal-brasileiro-cria-embalagem-vegana-para-substituir-plastico-filme-e-papel-aluminio/




Veja também



Paraná terá a 1ª usina do Brasil a gerar energia por meio de esgoto e lixo
Casal brasileiro cria embalagem vegana para substituir plástico filme e papel alumínio
Pesquisa brasileira pretende gerar energia renovável a partir de resíduos industriais
Projeto de biometano feito por Itaipu dá certo e pode ser replicado por empresas privadas