Mais de 350 litros de álcool em gel e líquido foram distribuídos na UFSM no combate ao coronavírus


Na intenção de impedir a proliferação do novo coronavírus (COVID-19), laboratórios da UFSM estão produzindo álcool em gel e líquido 70% para o público da instituição. A fabricação, que vem sendo realizada pela Farmácia Escola da UFSM e pela Usina Piloto de Etanol do Colégio Politécnico, resultou na distribuição do produto no Hospital Universitário (HUSM) e em diferentes centros de ensino. Mais de 350 litros de álcool em gel e líquido 70% já foram doados.

Até a última sexta-feira (27), foram entregues aproximadamente 200 litros de álcool em gel e 100 litros de álcool líquido pela Usina de Etanol do Colégio Politécnico. Segundo o professor de Tecnologia em Gestão Ambiental da UFSM e coordenador da usina, Filipe Donato, estão envolvidos na produção, diariamente, 02 servidores, 01 docente e 01 discente. “Este é um trabalho que já vinha sendo feito, pois, a produção de álcool gel faz parte de um projeto que realizamos em parceria com a Receita Federal. No entanto, se intensificou nos últimos dias devido a situação enfrentada com o coronavírus”, destaca.

Já a Farmácia Escola distribuiu mais de 75 litros de álcool em gel. O trabalho conta com uma extensa rede de apoio, envolvendo diferentes setores como o almoxarifado, outros laboratórios e a Reitoria. “Estamos trabalhando com uma equipe de 4 servidoras farmacêuticas, 1 docente farmacêutica e 1 técnico de laboratório atuando diretamente nas demandas do laboratório”, confirmou a coordenadora do laboratório, Liziane Maahs Flores.

Falta de equipamentos e matérias-primas preocupa os fabricantes do produto

Para continuarem a produção de álcool em gel, a coordenadora da Farmácia Escola explica sobre a necessidade de um componente chamado Carbopol, importante na produção e responsável pela formação do gel no produto. “O Carbopol é o espessante que possibilita a produção do gel. Está em falta no mercado mundial. Estamos empenhados buscando e testando alternativas, outras matérias-primas para substituí-lo”, explica Liziane.

Além disso, o professor Filipe Donato chama a atenção para a necessidade de aquisição de diferentes equipamentos e insumos necessários para o aumento da produção. “Um misturador com maior capacidade, uma envasadora, recipientes para condicionar o produto pronto, além de insumos essenciais”, destaca.

Comunidade pode auxiliar se conscientizando sobre o uso moderado de álcool gel

O trabalho desenvolvido pela Usina Piloto de Etanol e Farmácia Escola reforça a importância de investimentos nas universidades federais. Os laboratórios pretendem firmar uma parceria e trabalhar em conjunto daqui para frente. A ideia é expandir cada vez mais a produção. Segundo o professor Filipe Donato, a pretensão é também fornecer álcool em gel e líquido para alunos da Casa do Estudante (CEU).

A coordenadora da Farmácia Escola destaca a importância da não exposição ao vírus e da conscientização na hora de utilizar o álcool em gel. “A higiene frequente das mãos, de maneira adequada, com água e sabão, é fundamental para evitar viroses em geral. Quando a água e sabão não estiverem disponíveis ou em situações especiais como ambientes hospitalares, devemos usar um desinfetante para as mãos que contenha pelo menos 70% de álcool. Já para a limpeza dos ambientes, o hipoclorito também pode ser considerado”.

Já o professor e responsável pela Usina do Colégio Politécnico salienta sobre a adoção de medidas para conter a proliferação do vírus: “Engajamento tanto da comunidade acadêmica como da comunidade em geral, desde a difusão de informações sobre cuidados de higiene e distanciamento social, quanto a utilização de álcool gel, tendo em vista a eficácia da sua utilização como medida preventiva”.

UFSM recebe doação de egresso para produção de álcool em gel

Na manhã de sábado (28), a UFSM recebeu uma carga de 2000 litros de álcool, que será transformado em álcool em gel, e 4,25 toneladas de químicos, que serão utilizados para realizar a sanitização de áreas do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM) e do Campus da UFSM.

A doação foi realizada pelo ex-aluno do curso de Engenharia Química da UFSM, José Valter, sócio proprietário da Indústria BTA Aditivos, com sede na cidade de Xanxerê-SC e viabilizada através de articulação de diversos servidores da Universidade. Com a doação, a previsão é de que tanto a Usina Piloto quanto a Farmácia Escola distribuam uma nova leva.

Fonte: Agência de Notícias UFSM




Veja também



Empresa transforma resíduos em corantes para roupas
Workshop em Nanociências com inscrições abertas
Chilenos criam sacolas que se dissolvem na água
Sobras de plástico são recicladas para produção de material escolar