Médicos atendem por videoconsulta, sem custo, casos suspeitos de Coronavírus


Um grupo de médicos e empresários de Santa Maria vai montar, de forma emergencial, uma estrutura com pelo menos 50 computadores para que profissionais de Medicina façam atendimento gratuito, por meio de videoconsultas, a toda a população de Santa Maria que tiver sintomas do novo coronavírus. A ideia surgiu na quarta-feira e, na quinta, já havia sido criada oficialmente uma associação sem fins lucrativos para bancar a iniciativa, que não tem ligação com nenhuma instituição pública. A previsão é que, até o começo da semana que vem, o atendimento já comece a ser feito.

Lojas fecharão a partir deste sábado em Santa Maria

O projeto começou com os médicos infectologistas Fábio Lopes Pedro e Jane Costa e o estudante de Medicina Wilson Zatt, que criaram um grupo no Whatsapp pedindo o apoio de médicos e empresários locais. Em menos de 24 horas, já tinham sido arrecadados mais de R$ 13 mil de diversas pessoas e empresas, e doados vários computadores para montar a estrutura. Uma universidade cedeu o espaço, e outras empresas ficarão encarregadas de ceder internet, limpeza e segurança.

Shoppings vão fechar por 15 dias em Santa Maria

Segundo Fábio Lopes Pedro, já existe a confirmação da participação de 256 médicos voluntários e mais de 300 formandos em Medicina, que vão se revezar em turnos para o atendimento, que ocorrerá durante 24 horas por dia. A ideia de fazer consultas à distância surgiu porque, em outros países, médicos e profissionais de saúde entraram muito em contato com pacientes infectados e acabaram transmitindo o novo coronavírus para outras pessoas. Com essa central, a proposta é reduzir o contato e também o número de pessoas com sintomas em unidades de saúde e hospitais. O projeto foi montado também porque já se teme por um aumento significativo de casos suspeitos a partir de agora, pelo possível avanço da pandemia. Por isso, há uma corrida contra o tempo para montar a estrutura dessa central.

Santa Maria tem 18 casos suspeitos

Os profissionais farão a triagem dos casos. Se paciente tiver sintomas leves, receberá orientação para tratamento em casa. Se for mais sério, será encaminhado para unidades de saúde pública ou privada (conforme situação e se tiver plano ou não).

O serviço deverá durar até o fim da pandemia. Por isso, uma campanha de arrecadação deverá ser divulgada nesta sexta para ajudar a bancar o atendimento.

COMO FUNCIONARÁ

- O projeto é sem fins lucrativos e totalmente gratuito à população de Santa Maria, permitindo consulta médica por videochamada. Será 24 horas
- Qualquer pessoa de Santa Maria poderá usar o serviço, mas ele será destinado só para quem tiver sintomas de coronavírus (veja os sintomas abaixo)
- Para pedir uma consulta por videochamada, será preciso entrar no site (que será informado em breve) para fazer um cadastro gratuito. Em seguida, a pessoa receberá uma senha pelo celular e terá de entrar novamente no site para iniciar a consulta por videochamada
- A videochamada poderá ser feita por celular, notebook ou computador, desde que tenha câmera e internet
- O paciente poderá usar a mesma senha para entrar em contato de novo e informar ao médico se teve outro sintoma e pedir novas orientações

Quais são os sintomas do novo coronavírus?
Os sintomas também são semelhantes a uma gripe comum:

- Coriza, febre e tosse
- Dificuldade para respirar
- Em casos mais graves, causa pneumonia e insuficiência respiratória aguda




Veja também



Pesquisadores estadunidenses criam tecnologia para transformar esgoto em petróleo
Pequena casa feita de papelão pode durar até cem anos
Resíduos de peixe podem ser aproveitados
Técnica permite tornar produção de plásticos mais sustentável