A borra de café pode ter um destino sustentável




Somos o segundo maior consumidor de café do mundo! Mas o que nem todo mundo sabe é que, se for jogada no lixo comum, borra de café se decompõe e libera gases do efeito estufa, como o metano, cujo efeito é 20 vezes mais potente que o do CO2 no aquecimento global.

Entretanto, nem tudo está perdido. É possível evitar a emissão desses gases por meio da compostagem ou, pelo menos, prolongar a vida útil do pó de café com atitudes simples, como usar a borra de café para fertilizar o solo, fazer uma máscara esfoliante, um aromatizador natural e até mesmo uma tinta atóxica.

A borra de café oferece nutrientes importantes para o solo. Ela é rica em carbono, nitrogênio e matéria orgânica. Entretanto, para a fertilização, não é aconselhável colocá-la direto no solo, pois o processo de decomposição dessa matéria orgânica irá consumir nitrogênio, tirando, assim, sua função de fertilizante. Então, uma alternativa para impedir a decomposição é balancear esses nutrientes ao misturar a borra de café com outros fertilizantes ou adubos que possuam nitrogênio e sejam mais ricos em potássio e fósforo, como esterco de animais. Se preferir, substitua o esterco por cascas de frutas e legumes, deixando fermentar por aproximadamente 60 dias antes de aplicar no solo.

Além de tornar as plantas mais produtivas, a reutilização do café as protege, pois é um grande repelente para certos tipos de larvas, caracóis e lesmas; além de eliminar bactérias e outros micro-organismos danosos ao solo.

As pulgas são um problema comum em animais domésticos - e tratá-lo pode ser caro. Existem vários produtos de remoção de pulgas no mercado, mas muitos contêm química agressiva e podem produzir efeitos colaterais indesejados.

A borra de café é abrasiva e pode ajudar a remover o acúmulo de sujeira em superfícies difíceis de limpar. Além disso, ela também tem propriedades antibacterianas e antivirais.

As partículas grossas da borra de café funcionam como um agente esfoliante que ajuda a remover a sujeira e as células mortas da pele.
Misture a borra de café com um pouco de água ou óleo de coco e esfregue suavemente com as mãos diretamente no rosto e no corpo.

Com a borra de café adicionada à pilha de compostagem, esta emanará um cheiro mais ameno, ficará mais quente e conservará a umidade. Para maior eficácia, é recomendável adicionar folhas secas, que evitam o mau cheiro, e serragem, para reduzir a umidade.

Minhocas adoram borras de café. Para isso, além do resto dos grãos de café, adicione sobras e cascas de alimentos e serragem. Desse modo, você convidará uma leva de minhocas para o seu jardim, o que o deixará mais rico em termos nutritivos. Dica preciosa: as minhocas adoram borras de café antigas. O cheiro de fermentação e de mofo é o preferido delas.

Fonte: https://www.ecycle.com.br/1414-borra-de-cafe




Veja também



Maior fazenda solar flutuante do mundo está em funcionamento na China
A nova geração de guardiões da natureza
Fibra de caju é reaproveitada para fazer hambúrguer
Parque Malwee inova com a iluminação ecoeficiente