O perigo do descarte indevido de bateria de celular




Quando precisa trocar a bateria do seu celular, você joga fora a antiga? Este tipo de comportamento é bem comum entre as pessoas de todos os lugares do mundo, porém, existe um grande perigo no descarte indevido de bateria de celular: contaminação. As baterias de celular, assim como monitores de computadores, scanners, impressoras e outros equipamentos eletrônicos, contêm um elevado nível de metais pesados em sua composição.


Chumbo, zinco, manganês e outras substâncias de risco como cádmio, acetileno e cloreto de amônia, são alguns dos motivos que justificam o descarte correto de bateria de celular, principalmente se pensarmos na questão da saúde humana. Infelizmente muitas pessoas trabalham em lixões e aterros sanitários, e o contato com baterias de celulares pode provocar diversos males a homens e mulheres. O chumbo, por exemplo, pode agravar doenças neurológicas e o cádmio tem influência na condição motora da pessoa. As duas substâncias também podem afetar rins, pulmões e o fígado.


O primeiro passo deve ser a conscientização através de campanhas governamentais que eduquem a população, alertando sobre os riscos de contaminação do descarte indevido de bateria de celular e também como proceder caso seja necessário jogar fora a bateria antiga ou outros equipamentos eletrônicos. Além disso, é fundamental que postos de coleta sejam criados e distribuídos em diferentes pontos das cidades, principalmente em município de médio e pequeno porte, que são os que mais sofrem com a falta de assistência e informação.


Mas enquanto este tipo de serviço não é popularizado, é preciso que todas as famílias separem as baterias de celulares do lixo comum, enviando-as para locais indicados de coleta de lixo eletrônico.


Fonte: https://www.pensamentoverde.com.br/sustentabilidade/o-perigo-descarte-indevido-de-bateria-de-celular/




Veja também



Goodyear apresenta pneu que ajuda a despoluir o ar
Califórnia vai construir usina de energia eólica em alto mar
Tomada solar recarrega aparelhos na janela
Casa ecológica feita com 7 mil pneus é construída em São Paulo